logo Blog

DIA DO TRABALHO

Foi por causa de uma greve de trabalhadores ocorrida em 1886, em Chicago, nos Estados Unidos, reivindicando jornada de 8 horas por dia, que o dia Primeiro de Maio entrou para a História como Dia Internacional dos Trabalhadores.

Como você pôde perceber, o Dia do Trabalhador não representa simplesmente uma data com função comemorativa. Essa ocasião também precisa ser utilizada para a implementação de medidas que promovam a saúde do trabalhador.

 

De acordo com a OMS, os maiores desafios para a saúde do trabalhador atualmente e no futuro são os problemas de saúde ocupacional ligados com as novas tecnologias de informação e automação, novas substâncias químicas e energias físicas, riscos de saúde associados a novas biotecnologias, transferência de tecnologias perigosas, envelhecimento da população trabalhadora, problemas especiais dos grupos vulneráveis (doenças crônicas e deficientes físicos), incluindo migrantes e desempregados, problemas relacionados com a crescente mobilidades dos trabalhadores e ocorrência de novas doenças ocupacionais de várias origens.

 

Todo funcionário é peça fundamental para o bom desempenho de uma empresa. Hoje em dia, muitas empresas notaram que investir na segurança e na saúde do trabalhador tem aumentado significativamente a produtividade.

O que é saúde no trabalho?

Conhecida também como saúde ocupacional, tem por finalidade promover e proteger o profissional no local de trabalho, colaborando para seu bem-estar físico, mental e social. 

A legislação brasileira é bem detalhista em relação à prevenção de acidentes no trabalho e saúde ocupacional, contando com 37 normas regulamentadoras (NRs) obrigatórias para empresas públicas e privadas. 

Mas mesmo com tantas regras, dados mais recentes da Previdência Social revelam mais de 700 mil acidentes de trabalho por ano. Isso faz do Brasil o quarto país que mais registra acidentes, de acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), ficando atrás apenas de China, Índia e Indonésia.

 

Como começar?

Para dar início ao trabalho de conscientização e melhorar a saúde do trabalhador, existem diversas ações que as empresas podem realizar:

 

– Estar com a documentação trabalhista em dia (PPRA; PCMSO; LTCAT; LAUDO DE INSALUBRIDADE; LAUDO DE PERICULOSIDADE; AET entre outros…)

– Promover palestras internas com o intuito de orientar os colaborador e treinamentos específicos sobre segurança do trabalho e prevenção de doenças ocupacionais, de acordo com o segmento de atuação — uso de EPIs, prevenção de acidentes etc.;

– Divulgar informações e realizar treinamentos orientando sobre o que fazer em caso de acidente de trabalho;

– Incentivar práticas que mostrem a importância de cuidar da saúde;

– Oferecer planos de academia, assistência médica e odontológica;

– Auxiliar e informar os colaboradores a manter hábitos saudáveis;

 

– Promover programas de saúde e qualidade de vida, tais como aulas de ginástica laboral, massagem, massoterapia;

 

– Atuar na orientação, buscando a prevenção de males como hipertensão, obesidade e diabetes;

– Realizar campanhas de conscientização — antitabagismo, outubro rosa, novembro azul, contra a obesidade e sedentarismo etc.;

 – Pensando na saúde mental do trabalhador: Neutralizar conflitos e intrigas entre os colaboradores; ter como foco as soluções e não os problemas; propor técnicas de relaxamento corporal e mental, como alongamentos e meditações e orientar a busca pelo tratamento de problemas de saúde mental independentemente da causa e oferecer total apoio ao colaborador.

– Para garantir a saúde dos colaboradores e proteger da Covid-19, a empresa precisa orientar sobre as medidas necessárias para evitar o contágio e disponibilizar materiais adequados como álcool gel 70% e máscaras, e ofertar a possibilidade de Home Office quando possível.

Tais ações, além de prevenir doenças, fornecem uma maior segurança para os colaboradores na sua jornada laboral, e ainda diminuem os níveis de estresse e cansaço no local de trabalho, a saúde do trabalhador e um ambiente de trabalho saudável são valiosos bens individuais e comunitários. A saúde ocupacional é uma importante estratégia não somente para garantir a saúde dos trabalhadores, mas também para contribuir positivamente para a produtividade, qualidade dos produtos, motivação e satisfação do trabalho e, portanto, para a melhoria geral na qualidade de vida dos indivíduos e da sociedade como um todo.

 

Fonte: https://www.paho.org/pt/brasil

Postado em:29th Apr 2021 10:25:13

VOLTAR >>Saúde